Seja bem-vindo
SP - Litoral,23/07/2024

    • A +
    • A -

    66º Festival Santista de Teatro (FESTA) anuncia os dez espetáculos selecionados

    Mais antigo festival de artes cênicas do país em atividade e Patrimônio Imaterial Cultural da Cidade de Santos (SP), #FESTA66 será realizado entre 23 de agosto e 1º de setembro


    66º Festival Santista de Teatro (FESTA) anuncia os dez espetáculos selecionados Cena do espetáculo “Titânia”, do Circo Rebote, um dos selecionados para a Mostra Regional

    A curadoria do Festival Santista de Teatro (FESTA) definiu os dez espetáculos que participarão da Mostra Regional de sua 66ª edição, que será realizada entre os dias 23 de agosto e 1º de setembro, em Santos (SP).

    O tema desta edição será 'Teatro do Mangue à Maresia' e contemplará obras de variados gêneros e formatos, para o público adulto e infanto-juvenil, em espaços convencionais, alternativos e de rua.

    Os espetáculos selecionados para a Mostra Regional são: “Calma e Constância” (Coletivo Valsa Pra Lua, de Cubatão), “O Plano” (Cia. Trilha, de São Vicente), “Escarcéu” (Cia Etra, de Santos), “Alice Interrompida” (O Coletivo, de Santos), “Titânia” (Cia. Circo Rebote, de Praia Grande), “Menina Rabeca, Onde Vive O Mar” (Cia. Burucutu, de Itanhaém), “Democraceria Ltda” (Trupe Olho da Rua, de Santos), “O Baú de Candoca” (TEP – Teatro Experimental de Repertório, de Santos), “A Gaiola - O Musical” (Apolo Entretenimento, de São Vicente) e “Proibiram O Amanhã e Outras Drogas Menos Intensas” (Alvorada Cultural, de Santos).

    SELECIONADOS – MOSTRA REGIONAL

    “Calma e Constância” - Coletivo Valsa Pra Lua, Cubatão (SP)

    Sinopse - Duas moradoras de Cubatão são obrigadas a repensar suas expectativas diante de uma mesma cidade. Calma se despede de casa e se prepara para ser realojada. Constância acaba de retornar para sua cidade natal em busca de emprego e não encontra o lugar onde passou sua infância, descobrindo todas as injustiças sociais e ambientais que o progresso tem proporcionado. Nesse caminho de busca pelo próprio espaço, as duas se cruzam.

    Ficha Técnica - Direção: Coletiva | Concepção, Dramaturgia e Atuação: Jade Oliver e Mariana Nunes | Orientação: Ana Luiza B. Hachuy | Assistente de Produção: Alana Vieira | Composição musical: Jade Oliver, Mariana Nunes e MAR | Direção Musical: Andrea Doria | Preparadora Vocal: Roberta Forte | Figurinos: Jade Oliver | Confecção de Figurinos: Lucia Oliver | Maquiagem: Coletiva |  

    Cena do espetáculo “Calma e Constância”, do Coletivo
    Valsa Pra Lua, de Cubatão (SP)

    “O Plano” - Cia. Trilha, São Vicente (SP)

    Sinopse - Em cena, um casal de negros reconta a história enquanto dialoga com André Rebouças, José do Patrocínio e Luís Gama a respeito das estratégias pensadas por eles e por tantos outros homens e mulheres, heróis e heroínas do povo preto, que articularam “O Plano” que deixou os escravagistas sem saída e forçou o poder imperial a assinar a lei áurea que oficializou a libertação dos escravizados, que há muito já havia sido conquistada. Não foi presente. Foi um plano. Não foi dada. Foi conquistada.

    Ficha Técnica - Texto: Ronaldo Fernandes | Direção: Miriam Vieira | Elenco: Fabiano Di Melo, Hugo Henrique, Kevelin Salvador, Jair Moreira, Maithê Moraes e Victor Casimiro | Cenografia: Alê Machado e Rodrigo Caesar | Figurino: Paola Caruso | Figurino Assistente: Jamili Limma | Iluminação: Cia Trilha | Designer Gráfico: Alexandre Barbosa | Projeto Audiovisual: Danny Pereira | Produção: Marcus Di Bello  

     “Escarcéu”  - Cia Etra, Santos (SP)

    Sinopse – “Escarcéu” surgiu da observação do movimento das ondas do mar revolto bem como o som que elas emitem ao se chocarem, unidos a leitura do livro de contos “Escarcéu de corpos” de Jorge Marinho escrito em 1984, que traz uma reflexão envolvendo a essência humana dentro do contexto de solidão, amor, preconceito, alienação e aceitação. Também propõe uma hipérbole do real, do absurdo cotidiano, desnudando a superfície das coisas com as quais o homem se habituou a viver, suas relações com o exagero, onde se revela a ideia de que viver no absurdo é tão comum que um momento de sensibilidade é ilusório e irreal.

    Ficha Técnica - Direção Geral: Edvan Monteiro e Ariadne Filipe | Assistente de Direção: Tamara Tanaka | Elenco: Tamara Tanaka, Ariadne Filipe, Diez, Rodney Cardoso, Marcelle Lemos, Thays Oliveira, Gabriel Rosário, Antonio Azevedo, Alessandra Santana e Paula Gratti | Paisagem Sonora: Esporos e Cogumelo Selvagem | Iluminação: Yorrana Soares | Produção:  Mariana Novais  

     “Alice Interrompida” - O Coletivo, Santos (SP)

    Sinopse - Inspirado no universo nonsense das obras “Alice no País das Maravilhas” e “Através do espelho’, do autor inglês Lewis Carrol" (1832 - 1898), a encenação propõe uma experiência interativa do público, através do humor e deboche do teatro popular, numa releitura da história da menina que acaba num mundo governado por uma rainha onde a ordem e os valores estão do avesso e todos seus habitantes são loucos.

    Ficha Técnica - Elenco: Caio Martinez, Erik Morais, Felipe Lima, Fernando Gois, Gustavo Pereira, Jessica Maia, Junior Brassalotti, Lucas Sellera e Mario Acenjo | Direção: Kadu Veríssimo e Junior Brassalotti

     “Titânia” - Cia. Circo Rebote, Praia Grande (SP)

    Sinopse - Titânia, a mulher mais forte do mundo. A rainha das fadas. A mulher ciborgue. A filha do Céu e da Terra. Uma artista, Uma mulher. Em cena, a atriz circense Erika Mesquita nos apresenta a mulher mais forte do mundo. Esta narrativa traz uma história que pode ser mito ou verdade. Inspirada em mulheres reais, histórias de força e reinvenção, a artista usa habilidades circenses para nos revelar este mistério: quem será esta mulher? Quem será este ser?  

    Ficha Técnica - Intérprete criadora: Erika Mesquita | Dramaturgia: Ana Flávia Garcia | Produção: Bufon Produções | Cenografia: Atawallpa Coello | Trilha sonora original: Robson Toma e Atawallpa Coello | Realização: Cia. Circo Rebote

    “Menina Rabeca, Onde Vive O Mar” - Cia. Burucutu, Itanhaém (SP)

    Sinopse – “Menina Rabeca” é um espetáculo para todos os públicos inspirado nas relações entre a mulher, a rabeca e o mar, com temas da cultura caiçara, prosas e causos de encantamento, seres imaginários, uns cadinhos da Festa do Divino, do Boi de Conchas e do Fandango Caiçara com música ao vivo, desafios, danças e cantorias para estimular no público o gosto pelo teatro, pela música e a cultura popular do litoral paulista.

    Ficha Técnica - Concepção e direção geral: Carla Tito | Pesquisa: Fabíola Moraes | Dramaturgia: Carla Tito  | Direção teatral: Luiz Carlos Laranjeiras | Direção Musical: Luiz Carlos Laranjeiras e Cristiano Russo | Elenco: Cristiano Russo, Daniel Trevo e Fabíola Moraes | Pesquisa musical: Luiz Carlos Laranjeiras, Cristiano Russo, Daniel Trevo e Fabíola Moraes | Arranjos: Cristiano Russo | Figurinos: Carla Tito | Cenografia: o Grupo | Produtor: Cristiano Russo  

    “Democraceria Ltda” - Trupe Olho da Rua, Santos (SP)

    Sinopse - "Democraceria Ltda" é um novo empreendimento comercial e criativo, que irá democratizar a democratização da nossa participação democrática na Democracia Nacional Ltda. Uma grande festa da democracia brasileira na forma de experiência corporativa 4.O.

    Ficha Técnica – Elenco: Bruna Telly, João Paulo Pires, João Luiz Pereira, Fábio Piovam, Wendell Medeiros, Caio Martinez, Raquel Rollo e Pedro Rollo | Direção: Caio Martinez | Produção: Caio Martinez e Raquel Rollo

    “O Baú de Candoca” - TEP – Teatro Experimental de Repertório, Santos (SP)

    Sinopse - Aborda, de forma farsesca, a degradação de uma família disfuncional, a partir de episódios marcados pela cobiça, desprezo e, de forma catártica, a especulação imobiliária, tratando como viés dramático o etarismo e seus códigos.

    Ficha Técnica - Texto Original: Beatriz Rota-Rossi | Trilha Original: Julinho Bittencourt  | Sonoplastia: Jota Amaral | Adaptação, Direção e Iluminação: Gilson de Melo Barros | Maquiagem: Rose Magalhães | Figurinos: Gilson de Melo Barros e Lindalva Parolini | Preparação Vocal: Lilian Rocha | Dinâmica de Grupo: Fabiano Santos | Elenco: Adilson Seco, Cesar Magalhães, Cícero Pinto, Fabiano Santos, Livia Mendes, Mariana Gomes, Melissa Mardones | Produção: Pedro Paulo Zupo e Tales Ordakji 

     “A Gaiola - O Musical” - Apolo Entretenimento, São Vicente (SP)

    Sinopse - O espetáculo lança uma luz na relação entre pais e filhos. No conto, livro e filme de Jean Poiret, La Cage Aux Folles”, Albin e Georges gerenciam uma boate chamada A Gaiola. A complicação se dá quando Jean-Michel resolve se casar com a filha de um político local.  A história é de 1973, época em que as questões LGBTQIA+ não estavam inclusas na pauta de discussões do grande público, o que torna esta montagem ainda mais atual.  

    Ficha Técnica - Direção Geral; Dyego Antonini | Direção de Musical: Victor Oliver e Gutho Hazumi | Músicas e Texto: Guilherme Bueno e Dyego Antonini | Sonoplastia: Guilherme Bueno | Operação de Som: Roberto Monteiro | Iluminação: Gabriel Lanzelotti | Coreografia: Lucas Thuaregue | Concepção, Maquiagem e Figurinos: Fábio Mendes e Dyego Antonini | Confecção: Telma Dias | Arte e Design: Carol Ramos | Dinâmica de Grupo: Fabiano Santos | Elenco: Dyego Antonini, Renan Martiña, Victor Oliver, Caike Barboza, Carla Dias, Gutho Hazumi, Danielle Belém, Lucas Thuaregue e Mauro Sato | Produção: Roberto Monteiro, Renan Martiña e Dyego Antonini

    “Proibiram O Amanhã e Outras Drogas Menos Intensas” - Alvorada Cultural, Santos (SP)

    Sinopse - O espetáculo é um álbum de causos apresentado por Luan Assunção, autor e ator da obra, sobre sua jornada pelo universo das drogas. Entre danças, confissões e ironias, muitas vozes somam-se no esforço de narrar um horizonte com poucas possibilidades.

    Ficha Técnica - Direção e Iluminação: Gabriel Pangonis | Assistência de Direção: Shadiyah Becker | Dramaturgista: Fernanda Zancopé | Texto e Intérprete: Luan Assunção | Trilha Sonora: DJ Lufer | Figurino: Olintho Malaquias | Costureira: Maria de Fátima Nascimento | Produção: Alvorada Cultural | Diretor de Produção: Juliano de Assis | Videomaker Diogo Vasques e Jota Amaral | Identidade Visual: Marcos Guinoza

    SOBRE O FESTA

    O FESTA 66 é uma realização do Movimento Teatral da Baixada Santista, em parceria com o Sesc Santos, o SESI e a Secretaria Municipal de Cultura - Prefeitura de Santos e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa – Governo do Estado de SP, através do Programa de Ação Cultural (ProAc) Edital 40/2023.

    O evento, onde despontaram dramaturgos como Plínio Marcos e Carlos Alberto Soffredini, também se posiciona historicamente ao propor o debate e a reflexão sobre as artes e políticas culturais. Pelos seus palcos já passaram atores como Cleyde Yáconis, Ney Latorraca, Sérgio Mamberti, Bete Mendes, Jandira Martini, Nuno Leal Maia, Herson Capri e Alexandre Borges, entre outros.





    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login

    Recuperar Senha

    Baixe o Nosso Aplicativo!

    Tenha todas as novidades na palma da sua mão.