Seja bem-vindo
SP - Litoral,16/06/2024

    • A +
    • A -

    A IA pode incentivar o autodiagnóstico médico?

    Fonte: olhardigital.com.br
    A IA pode incentivar o autodiagnóstico médico?

    O autodiagnóstico médico pode ser muito perigoso para o paciente. Mas e se ele for feito com a ajuda da inteligência artificial? O uso de chatbots, como o ChatGPT, para esse fim aumentou drasticamente nos últimos meses.





    Leia mais









    Tecnologia pode identificar doenças misteriosas





    Segundo pesquisadores, quando alimentados com as informações certas, os chatbots podem chegar a diagnósticos corretos. Um exemplo. Recentemente, uma mãe frustrada, cujo filho com um dor crônica havia consultado 17 médicos sem sucesso, colocou as informações médicas dele no ChatGPT. A tecnologia sugeriu que se tratava da síndrome da medula presa. A partir daí, um neurocirurgião de Michigan confirmou um diagnóstico.





    A promessa dessa tendência é que os pacientes possam identificar doenças misteriosas ou não diagnosticadas. O perigo é que as pessoas podem passar a confiar demais nessas ferramentas, deixando de lado a fundamental avaliação de profissionais médicos.





    É no diagnóstico de doenças raras – que afligem centenas de milhões de pessoas em todo o mundo – que a IA quase certamente poderia melhorar as coisas.





    Os médicos são muito bons em lidar com as coisas comuns. Mas há literalmente milhares de doenças que a maioria dos médicos nunca viu ou sequer ouviu falar.

    Isaac Kohane, presidente do departamento de informática biomédica da Harvard Medical School




    A Rede Nacional de Doenças Não Diagnosticadas dos Institutos de Saúde descobriu que até 11% dos pacientes encaminhados a cada ano com doenças misteriosas poderiam ter o diagnóstico descoberto por revisores especializados a partir da observação atenta dos resultados de laboratório e as anotações dos médicos.





    Por isso, a inteligência artificial está sendo treinada para fazer diagnósticos mais rapidamente, examinando os registros de saúde dos pacientes.





    Inteligência artificial já está presente na medicina (Imagem: Shutterstock/Antonio Marca)




    Qual o risco de usar a IA no diagnóstico médico?





    • Recentemente, redes que conectam bancos de dados médicos têm ajudado pacientes com as mesmas mutações genéticas raras a se encontrarem.
    • Isso também acaba ajudando os pesquisadores a estudar suas doenças genéticas.
    • Mas a IA pode auxiliar a conectar pacientes com condições semelhantes ainda mais facilmente, sem conhecer antecipadamente os genes que causam suas doenças.
    • Uma nova ferramenta construída usando redes neurais, por exemplo, demonstrou como a tecnologia pode ajudar no diagnóstico e agrupar pacientes semelhantes.
    • O grande problema é que ainda não sabemos o quanto podemos confiar na IA, uma vez que não é possível saber qual a literatura médica que sustenta as respostas dos chatbots.
    • As informações são do The Washington Post.

    O post A IA pode incentivar o autodiagnóstico médico? apareceu primeiro em Olhar Digital.




    Buscar

    Alterar Local

    Anuncie Aqui

    Escolha abaixo onde deseja anunciar.

    Efetue o Login

    Recuperar Senha

    Baixe o Nosso Aplicativo!

    Tenha todas as novidades na palma da sua mão.